Dinheiro 2.0

Dinheiro 2.0

O desenvolvimento da tecnologia já mudou e muito a forma como nos relacionamos com o dinheiro. Até 1983, era preciso ir até uma agência e conversar com um atendente para realizar alguma operação bancária. Naquele ano, a inauguração do primeiro caixa eletrônico do Brasil começou a transformar essa relação. Hoje, é possível fazer praticamente qualquer transação do lugar onde você estiver – basta ter um smartphone ou computador conectado à internet.

A chegada dos cartões e a possibilidade de comprar sem nem mesmo precisar ver as cédulas representaram mais um passo rumo à digitalização da experiência financeira. Mas você já pensou em ter uma carteira completamente digital, preenchida com moedas virtuais que não têm uma correspondente física e que são “fabricadas” por códigos de 0 e 1? Pode parecer futurista, mas é essa a experiência que o bitcoin proporciona.

Essa criptomoeda surgiu de uma ideia audaciosa: criar um dinheiro sem regulamentação dos Estados e que seria fabricado pelos próprios usuários interessados em fazê-lo crescer. A proposta entusiasmou ativistas políticos e hackers de  tendência libertária, porém, hoje, muito se discute sobre a viabilidade e segurança do projeto.

Neste guia, você vai conhecer em detalhes como funcionam os bitcoins e quais os princípios por trás da primeira criptomoeda a levantar debates sobre o futuro do dinheiro. Saiba também quais são as possibilidades apontadas pelos entusiastas e como operam as empresas que já aceitam o bitcoin como forma de pagamento. Entenda o que é preciso para se tornar um “minerador” ou usuário da moeda e seja bem-vindo ao universo do dinheiro virtual!

Dinheiro 2.0