Mulheres de sucesso

Mulheres de sucesso

MULHERES DE SUCESSO

Se antes as mulheres eram personagens protagonistas apenas nos afazeres domésticos, atualmente elas estão cada vez mais pisando em terrenos que até então eram alvos exclusivos do público masculino.

Hoje em dia, já não dá mais para falar que existem profissões essencialmente masculinas. Há cargos que podem ser mais desempenhados por homens, mas sempre vai ter uma mulher no meio da equipe. Independente de o trabalho depender da força ou requerer liderança, elas estão lá.

Preconceito existe ainda sim. Muitas mulheres que optam por entrar em um mercado de trabalho mais masculino enfrentam preconceito até mesmo dentro de casa. Mas por que uma mulher quer trabalhar na construção civil, por exemplo? Além de hoje ser uma das áreas com mais oportunidades de empregos e avanços salariais, a mulher pode sim encontrar a satisfação profissional dentro de uma obra.

Se elas chegarão a um cargo de chefia, pouco importa. O que interessa é a felicidade em trabalhar com o que gosta e sonhar com mais. São as histórias de uma azulejista, de uma guarda municipal, de uma motorista de ônibus e de uma operária. Exemplos inspiradores que comprovam que não há barreiras para o sexo feminino. Quando motivadas, elas vão lá e executam qualquer tipo de trabalho!

A presença feminina nas Forças Armadas brasileiras é cada vez maior. Elas já são quase 30 mil, mais ou menos 8% do efetivo total militar do país.

Atualmente, a Força Aérea Brasileira é a campeã de participação feminina, com 10,8 mil mulheres na corporação. O ingresso delas no Quadro de Oficiais Intendentes foi autorizado em 1995 e, oito anos depois, em 2003, a instituição recebeu as primeiras mulheres para o Curso de Formação de Oficiais Aviadores. Da Academia da Força Aérea (AFA), saíram as 36 aviadoras formadas no centro de ensino e que estão aptas a pilotar caças.

Já a Marinha do Brasil foi a primeira das três Forças a aceitar o ingresso das mulheres e é a única a ter uma oficial general, a Contra-Almirante médica Dalva Mendes. Hoje, possui 8,1 mil integrantes do sexo feminino no efetivo.

Em fevereiro de 2014, recebeu a primeira turma de aspirantes mulheres na Escola Naval do Rio de Janeiro. A participação das mulheres na Marinha do Brasil começou em 1980, quando a legislação permitiu o ingresso feminino na Força. À época, elas integravam um corpo auxiliar e sua participação era restrita a alguns cargos e ao serviço em terra.

O Exército Brasileiro conta com 9,1 mil mulheres. A Lei nº 12.705, sancionada em agosto de 2012, permite que militares do sexo feminino atuem como combatentes do Exército Brasileiro em áreas antes restritas aos homens.

Para ser militar de carreira no Exército, a mulher precisa ingressar, após aprovação em concurso público, em um dos seguintes estabelecimentos de ensino: Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx); Escola de Saúde do Exército – EsSEx; Instituto Militar de Engenharia (IME); e Escola de Sargentos de Logística (EsSlog).

A mulher que deseja ingressar no Exército como oficial ou sargento temporário deverá participar da seleção realizada pelas Regiões Militares. O militar temporário não faz carreira no Exército, e sua permanência máxima no serviço ativo é de oito anos.

Top10 Frases de Amor Atualidades-20-250x188 Mulheres de sucesso Atualidades Frases  poesias de amor curtas piadas no Google palavra para aniversario Mulheres de sucesso frases sobre a vida frases para uma pessoa especial amor frases de amor curtas frases de amor

Mulheres de sucesso

 

(Visited 47 times, 1 visits today)

Related Post

Compartilhar isso

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*